YouTube pode ser um vilão para a bateria do seu notebook

Quem utiliza o notebook ou ultrabook diariamente já deve ter percebido que a bateria dos portáteis está acabando cada vez mais rápido. Um dos principais vilões no consumo da bateria do seu aparelho é o Youtube – principalmente quando utilizado no Chrome – e, em alguns casos, no Firefox.

Isso acontece por duas razões: a primeira diz respeito da mudança da estrutura do site para HLML5 – na parte de vídeos, já a segunda é relacionada aos codecs que são utilizados pelo Youtube quando acessado pelo Chrome.

youtube suga bateria do notebook cuidado veja dicas

A mudança para o novo código visa possibilitar a eliminação do Flash para rodar os vídeos. Com isso, eles não são mais padronizados e o codec utilizado para a reprodução é escolhido pelo browser –  o H.264 (popularmente conhecido como MP4), sempre foi o codec mais utilizado.

Navegadores como Safari e Internet Explorer priorizam a execução de vídeos no formato MP4, enquanto a Google prefere utilizar codecs próprios com o VP8, que já foi adotado pelo Firefox. O navegador Chrome já vem embutido com o VP9.

Por que utilizar o VP9 e não o H.264?

Cada vez que o portfólio do H.264 é utilizado, os navegadores precisam pagar royalties, por isso a utilização de codecs próprios.

O problema é que os novos codecs, tanto o VP8 como o VP9 estão enfrentando algumas dificuldades. No caso do VP9, o codec exige muito do processador, o que acaba causando um consumo excessivo de energia e geração de calor bem maior.  Ao contrário do codec VP9, o H264 é mais eficiente, já que ele direciona parte do trabalho de processamento do vídeo para a GPU.

Qual é a melhor solução para a bateria do seu notebook?

Caso você não queria mudar de navegador, a melhor solução é baixar a extensão hd64if para Chrome ou Firefox. Ela forçará os navegadores a solicitar vídeos no formato H.264 para o YouTube, melhorando a performance sem alterar a qualidade.

Para confirmar se a extensão está funcionando, clique com o botão direito sobre o vídeo, ir na opção “Estatísticas para nerds“. Em seguida, na janela que abrir, verifique se o campo “Mime Type” aparece a descrição do vídeo em “mp4“.

Fonte: Tecmundo, Howtogeek

O Editor

Especialista em informática e responsável pelas publicações do site relacionadas as notícias, novidades e dicas sobre o mundo dos notebooks e portáteis.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *