O armazenamento faz toda a diferença na hora de escolher um novo notebook ou melhorar o desempenho de um notebook antigo. Comprar um SSD é uma ótima alternativa para deixar mais rápido um computador que possui apenas um HD tradicional.

SSD é a sigla para “Solid-State Drive” (Unidade de Estado Sólido), um dispositivo de armazenamento mais moderno que o HD pois não possui partes móveis ou mecânicas, permitindo iniciar o sistema operacional e abrir programas ou transferir arquivos com muito mais agilidade.

Apesar do SSD oferecer muitas vantagens, escolher o modelo ideal não é algo tão simples. É preciso ficar atento a questões importantes como o tipo do SSD (conector e formato) e seus protocolos compatíveis.

Neste artigo especial vamos tirar todas suas dúvidas sobre o assunto e te ajudar a decidir qual SSD comprar!


Resumo deste artigo 💻

  • Existem SSDs de dois tipos principais:
    • SSD com conector SATA (possui formato de caixinha)
    • SSD com conector M.2 (possui formato de módulo)
  • Estes tipos de SSD podem utilizar diferentes protocolos de comunicação:
    • O SSD SATA (caixinha) utiliza apenas o protocolo SATA III
    • O SSD M.2 (módulo) pode utilizar os protocolos SATA III ou PCIe NVMe
    • O protocolo PCIe NVMe possui diferentes gerações e velocidades
  • A compatibilidade de um SSD com cada notebook pode variar bastante:
    • Um SSD SATA (caixinha) pode ser encaixado no mesmo local de um HD tradicional
    • Um SSD M.2 (módulo) possui diferentes protocolos, padrões de encaixe e tamanhos

Quais são os tipos de SSD? (SATA e M.2)

Ao pesquisar por SSD nas grandes lojas é comum se sentir perdido em meio a uma enorme variedade de marcas e modelos, que são divididos entre SSDs com conectores do tipo SATA (formato caixinha) e conectores do tipo M.2 (formato módulo). Confira as diferenças entre eles:

SSD tipo SATA (formato caixinha)

Os SSDs com conector do tipo SATA foram os primeiros modelos lançados no mercado e ainda hoje são bem populares. Eles possuem o formato de uma caixinha com 2,5” polegadas, do mesmo tamanho de um HD de notebook tradicional.

SSD tipo SATA (caixinha de 2,5″ polegadas)

Este tipo de SSD é plugado no mesmo lugar do HD, não sendo possível utilizar os dois ao mesmo tempo.

SSD tipo M.2 (formato módulo)

Os SSDs com conector do tipo M.2 são mais atuais e vêm se tornando o padrão do mercado. Eles se assemelham a um módulo de memória (ou “pente” de memória), normalmente nas medidas de 22 x 80 milímetros, mas existem modelos ainda menores.

SSD tipo M.2 (módulo de até 22 x 80 mm)

Os SSDs do tipo M.2 são os mais recentes e se destacam por serem pequenos, leves e rápidos.

VER MODELOS DE SSDs


O que são os protocolos de comunicação dos SSDs?

Como vimos anteriormente, o tipo de SSD é definido pelo seu conector (SATA ou M.2), podendo ter os formatos de caixinha ou módulo, respectivamente. Mas, além destes detalhes físicos mais evidentes — que definem tamanho e aparência — existe ainda a parte lógica, chamada de protocolo de comunicação.

Protocolos SATA 3 e NVMe

A diferença visual entre os SSDs SATA (caixinha) e M.2 (módulo) é bem evidente, mas existem também os protocolos de comunicação

Um protocolo de comunicação é um conjunto de regras e instruções que controlam a maneira como o SSD se comunica com seu notebook, influenciando diretamente em questões importantes como velocidade de transferência de dados e compatibilidade.

O protocolo de comunicação de um SSD pode ser de dois tipos principais: SATA III ou PCIe NVMe.

O protocolo SATA III é utilizado nos dois tipos de SSD (caixinha ou módulo). Já o protocolo PCIe NVMe é utilizado apenas nos SSDs do tipo M.2 (módulo), entregando velocidades máximas muito superiores ao SATA III.

Comprar SSD diferenças entre conector e protocolo SATA M.2 SATA III PCie NVMe

Velocidades máximas de cada protocolo de SSD

  • Protocolo SATA III: as taxas máximas de leitura ficam em torno de 600 MB/s
  • Protocolo PCIe NVMe: as taxas de leitura alcançam até 3.900 MB/s

Um HD de notebook tradicional (5400 RPM) atinge em média 75 MB/s de leitura, valor bem inferior a qualquer tipo de SSD.


Como saber qual SSD é compatível com seu notebook?

Descobrir se um SSD é compatível com seu modelo de notebook pode ser um pouco complicado, mas estamos aqui para tentar explicar. Veja como funciona:

Compatibilidade dos SSDs tipo SATA (caixinha)

Os SSDs de formato caixinha possuem um conector SATA igual ao utilizado pelos HDs tradicionais, então a grande maioria dos notebooks mais antigos possui compatibilidade com este tipo de dispositivo de armazenamento. O protocolo de comunicação é sempre do tipo SATA III (ou SATA 3).

Compatibilidade SSD tipo SATA 2,5" polegadas caixinha

O SSD de formato caixinha é instalado no mesmo lugar onde fica o HD tradicional, em um conector SATA

Para instalar um SSD de formato caixinha em seu notebook é necessário substituir o HD (caso existir) pelo SSD, ou seja, não é possível manter os dois dispositivos juntos na mesma máquina.

Fique atento: muitos modelos de notebooks mais atuais — principalmente os super finos — não possuem espaço para instalar um SSD com formato de caixinha. Em alguns casos o espaço para instalação até existe, porém o conector SATA não é disponibilizado pela fabricante.

Nos notebooks antigos que possuíam gaveta com leitor de CD/DVD era possível instalar um SSD em formato de caixinha em um adaptador chamado Caddy. Caso você possua um notebook antigo com este tipo de gaveta, confira este vídeo.

VER MODELOS SATA


Compatibilidade dos SSDs tipo M.2 (módulo)

Aqui a coisa pode ficar um pouco mais confusa, pois os SSDs com conector M.2 possuem diferentes protocolos, diferentes padrões de encaixe e também diferentes tamanhos.

É mole ou quer mais? Realmente, para quem nunca pesquisou nada sobre o assunto, tudo pode parecer mega complexo!

Exemplo de entrada (slot) do tipo M.2

Nos SSDs tipo M.2 é preciso prestar atenção em protocolo, padrão de encaixe e tamanho

👉👉👉 Protocolos de comunicação — SSDs tipo M.2

Enquanto os dispositivos no formato caixinha utilizam sempre o mesmo protocolo, nos SSDs tipo M.2 (formato módulo) isso varia bastante. Os protocolos basicamente mudam a compatibilidade e afetam as taxas de transferência, ou seja, as velocidades máximas de leitura e gravação suportadas pelo notebook.

Os SSDs tipo M.2 podem ser fabricados utilizando os seguintes protocolos:

  • Protocolo SATA III: Velocidades máximas de em média 600 MB/s
  • Protocolo NVMe Gen3 x2: Velocidades máximas de em média 1.500 MB/s
  • Protocolo NVMe Gen3 x4: Velocidades máximas de até 3.900 MB/s
  • Protocolo NVMe Gen4 x4: Modelos novos, em breve teremos mais detalhes

Qual SSD comprar? Diferencas velocidades protocolos SATA III PCIe NVMe x2 x4

Nos notebooks mais atuais, o protocolo mais comum deste tipo de SSD é o NVMe Gen3 x2, mas as fabricantes quase nunca deixam essa informação clara para o público. Então, é muito comum relatos de pessoas comprando SSDs mais caros e mais rápidos para só depois perceberem que o SSD não funciona. 🤡

Em nosso site, nos anúncios de notebooks comercializados no Brasil, nós sempre tentamos informar as compatibilidades corretas, mas isso nem sempre é possível.

A menos que você tenha absoluta certeza sobre a compatibilidade de seu notebook, evite comprar modelos de SSD muito caros. Os SSDs com protocolo NVMe Gen3 x2 costumam ser os que mais funcionam, mas é importante você conversar com o suporte oficial de cada fabricante para tentar descobrir mais detalhes.

👉👉👉 Padrões de encaixe (chaves) — SSDs tipo M.2

Outro detalhe que muda nos SSDs do tipo M.2 é o padrão de encaixe. As fabricantes têm tentado padronizar essa questão, mas quando falamos de modelos de SSD ou notebooks mais antigos é importante considerar a existência dos seguintes padrões:

Qual SSD comprar: Chave B (Sata) e Chave M (PCIe NVMe) ou Chave B+M

Nesta ilustração os módulos de SSD estão sendo vistos de frente, onde ficam o logotipo da fabricante e os chips de memória

  • Chave B: utilizado apenas em SSDs bem antigos com protocolo SATA III (normalmente não encaixa em notebooks recentes)
  • Chave M: utilizado apenas em SSDs mais atuais com protocolo PCIe NVMe (normalmente não encaixa em notebooks muito antigos)
  • Chave B + M: utilizado principalmente em SSDs SATA III mais atuais (encaixa em qualquer notebook com entrada M.2)

⚠️ MUITO IMPORTANTE ⚠️

Mesmo que o padrão com chave B + M permita que um módulo de SSD seja encaixado em qualquer entrada M.2, em alguns casos o SSD pode funcionar em velocidade reduzida ou até mesmo não funcionar, pois o encaixe físico nem sempre é condizente com a compatibilidade de protocolos.

Exemplo: um SSD com protocolo SATA III não vai funcionar em um notebook que só aceita o protocolo PCIe NVMe, mesmo que o módulo possa ser encaixado na placa-mãe.

👉👉👉 Tamanho (dimensões) do módulo — SSDs tipo M.2

Até um tempo atrás a absoluta maioria dos SSDs do tipo M.2 possuíam tamanho identificado pelos números 2280, o que indica um módulo com 22 mm de altura por 80 mm de largura (ou vice-versa, dependendo do ponto de vista sobre altura x largura).

SSDs de diferentes tamanhos: 2280, 2260 e 2242

SSDs de diferentes tamanhos: 2280, 2260 e 2242

Nos últimos tempos começaram a se popularizar mais modelos de SSD com tamanhos menores, o que pode complicar um pouco as coisas! A maioria dos notebooks aceita o tamanho 2280, mas para tamanhos menores nem sempre existem parafusos para fixar o SSD e podem ser necessárias algumas “gambiarras”.

Existem casos mais raros onde alguns notebooks só aceitam SSDs menores que o padrão 2280.

DICA DO ESPECIALISTA

Infelizmente as fabricantes raramente divulgam todos os detalhes importantes sobre a compatibilidade SSD. Caso não existam informações claras em nosso site ou no site da fabricante será necessário entrar em contato com o suporte técnico oficial da empresa.

VER MODELOS M.2 SATA

VER MODELOS M.2 NVMe


Marcas mais confiáveis de SSD

Ao procurar por um novo SSD é comum encontrar fabricantes pouco conhecidos como Aspeed, Goldenfir, KingDian, Patriot, TeamGroup, dentre muitas outras. Algumas dessas marcas, apesar de pouco populares, são muito boas. Outras são mais “suspeitas”.

Como as opções são muitas, vale a pena ficar de olho nas marcas mais conhecidas e confiáveis do mercado: ADATA, Corsair, Crucial, Kingston, Lexar, Samsung, Sandisk, Western Digital, e até mesmo Intel (sim, a Intel também fabrica SSDs!).

qual-ssd-comprar_marcas-confiaveis

Todas as marcas citadas acima são todas super confiáveis, não havendo diferenças significativas para uso intermediário. Pode comprar sem medo, apenas ficando atento às questões de compatibilidade que já foram descritas anteriormente.


Comprar um SSD tipo SATA (caixinha)

Os SSDs com conector SATA (caixinha de 2,5″ polegadas) são muito comuns no mercado nacional, principalmente pelo fato de serem compatíveis com a maioria dos notebooks (antigos e atuais) e também por serem mais baratos e acessíveis.

SSDs tipo SATA (caixinha) disponíveis no mercado

Os preços e condições anunciadas podem mudar a qualquer momento. Nossa equipe se esforça para manter as ofertas atualizadas, porém algumas informações podem estar diferentes das divulgados pelas lojas.
  • SU650
  • ASU650SS-120GT-R

  • SATA III
  • 120 GB
  • Leitura: 520 MB/s
  • Gravação: 450 MB/s
  • BX500
  • CT240BX500SSD1

  • SATA III
  • 240 GB
  • Leitura: 540 MB/s
  • Gravação: 500 MB/s
  • Gaming
  • HGML001

  • SATA III
  • 250 GB
  • Leitura: 570 MB/s
  • Gravação: 500 MB/s

INDISPONÍVEL

  • A400
  • SA400S37/480G

  • SATA III
  • 480 GB
  • Leitura: 500 MB/s
  • Gravação: 450 MB/s
  • A400
  • SA400S37/960G

  • SATA III
  • 960 GB
  • Leitura: 500 MB/s
  • Gravação: 450 MB/s
  • WD Green
  • WDS240G2G0A

  • SATA III
  • 240 GB
  • Leitura: 545 MB/s
  • Gravação: 465 MB/s

Comprar um SSD tipo M.2 com protocolo SATA III

Os SSDs com conector M.2 (módulo) que utilizam o protocolo SATA III possuem desempenho e valores semelhantes aos SSDs de formato caixinha. A grande vantagem é que, dependendo do notebook, é possível utilizar o HD tradicional e o SSD ao mesmo tempo, visto que usam conectores diferentes.

SSDs tipo M.2 SATA III disponíveis no mercado

Os preços e condições anunciadas podem mudar a qualquer momento. Nossa equipe se esforça para manter as ofertas atualizadas, porém algumas informações podem estar diferentes das divulgados pelas lojas.
  • SU650
  • ASU650NS38-240GT-C

  • M.2 SATA III
  • 240 GB
  • Leitura: 550 MB/s
  • Gravação: 510 MB/s
  • SU650
  • ASU650NS38-480GT-C

  • M.2 SATA III
  • 480 GB
  • Leitura: 550 MB/s
  • Gravação: 510 MB/s

INDISPONÍVEL

  • 2242
  • AXIS 500

  • M.2 SATA III
  • 240 GB
  • Leitura: 500 MB/s
  • Gravação: 450 MB/s

INDISPONÍVEL

  • WD Green
  • WDS120G2G0B

  • M.2 SATA III
  • 120 GB
  • Leitura: 545 MB/s
  • Gravação: 430 MB/s

INDISPONÍVEL

  • WD Green
  • WDS240G3G0B

  • M.2 SATA III
  • 240 GB
  • Leitura: 545 MB/s
  • Gravação: 430 MB/s
  • WD Green
  • WDS480G3G0B

  • M.2 SATA III
  • 480 GB
  • Leitura: 545 MB/s
  • Gravação: 430 MB/s

DICA DO ESPECIALISTA

Notebooks mais atuais normalmente não aceitam os SSDs M.2 com protocolo SATA III, apenas NVMe. Então, só compre se tiver certeza sobre a compatibilidade.


Comprar um SSD tipo M.2 com protocolo PCIe NVMe

Os SSDs com conector M.2 (módulo) e de protocolo PCIe NVMe são os mais atuais e mais rápidos do mercado, ideais para quem pode investir um pouco mais e busca o máximo de desempenho. Mas, é importante ficar atento à compatibilidade de seu notebook, pois como vimos neste artigo existem diferentes gerações e diferentes versões deste tipo de SSD (Gen3 x2, Gen3 x4 etc.).

SSDs tipo M.2 PCIe NVMe disponíveis no mercado

Os preços e condições anunciadas podem mudar a qualquer momento. Nossa equipe se esforça para manter as ofertas atualizadas, porém algumas informações podem estar diferentes das divulgados pelas lojas.

Gen3 x4

  • Legend 710
  • ALEG-710-512GCS

  • NVMe Gen3 x4
  • 500 GB
  • Leitura: 2400 MB/s
  • Gravação: 1800 MB/s
  • P3
  • CT1000P3SSD8

  • NVMe Gen3 x4
  • 1000 GB
  • Leitura: 3500 MB/s
  • Gravação: 3000 MB/s
  • P3
  • CT500P3SSD8

  • NVMe Gen3 x4
  • 500 GB
  • Leitura: 3500 MB/s
  • Gravação: 1900 MB/s

INDISPONÍVEL

  • Gaming
  • HGML003

  • NVMe Gen3 x4
  • 250 GB
  • Leitura: 1800 MB/s
  • Gravação: 1300 MB/s

INDISPONÍVEL

  • LNM620
  • LNM620X512G-RNNNU

  • NVMe Gen3 x4
  • 500 GB
  • Leitura: 3300 MB/s
  • Gravação: 2400 MB/s
  • SN350
  • WDS480G2G0C

  • NVMe Gen3 x4
  • 480 GB
  • Leitura: 2400 MB/s
  • Gravação: 1650 MB/s
  • SX6000 Lite
  • ASX6000LNP-256GT-C

  • NVMe Gen3 x4
  • 500 GB
  • Leitura: 1800 MB/s
  • Gravação: 900 MB/s

Gen4 x4

  • P5
  • CT500P3SSD8

  • NVMe Gen4 x4
  • 1000 GB
  • Leitura: 6600 MB/s
  • Gravação: 5000 MB/s

INDISPONÍVEL

  • KC3000
  • SKC3000S/1024G

  • NVMe Gen4 x4
  • 1000 GB
  • Leitura: 7000 MB/s
  • Gravação: 6000 MB/s
  • NV2
  • SNV2S/1000G

  • NVMe Gen4 x4
  • 1000 GB
  • Leitura: 3500 MB/s
  • Gravação: 2100 MB/s
  • NV2
  • SNV2S/500G

  • NVMe Gen4 x4
  • 500 GB
  • Leitura: 3500 MB/s
  • Gravação: 2100 MB/s
  • WD Black
  • WDS250G1B0E

  • NVMe Gen4 x4
  • 250 GB
  • Leitura: 3600 MB/s
  • Gravação: 2000 MB/s
  • SN750 SE
  • WDS250G1B0E

  • NVMe Gen4 x4
  • 250 GB
  • Leitura: 3200 MB/s
  • Gravação: 1000 MB/s

INDISPONÍVEL

  • GAMMIX S70 Blade
  • ASX6000LNP-256GT-C

  • NVMe Gen4 x4
  • 1000 GB
  • Leitura: 7400 MB/s
  • Gravação: 6800 MB/s

DICA DO ESPECIALISTA

Nem todos notebooks aceitam os modelos NVMe Gen3 x4, que são os mais populares da atualidade. Caso não tenha certeza sobre a compatibilidade, converse com o suporte oficial da fabricante do seu notebook.


Como instalar um SSD em seu notebook

Isso vai variar de modelo para modelo, e é sempre muito importante pedir ajuda de um técnico em informática ou alguma pessoa mais familiarizada com tecnologia para realizar esse procedimento.

É importante tomar cuidado redobrado com backups de arquivos, principalmente caso você esteja instalando o SSD em um notebook mais antigo. Peça ajuda de alguém que entende do assunto e não corra o risco de perder documentos e fotos importantes.

Como instalar um SSD

Para que o SSD faça diferença no desempenho do seu notebook é necessário que o sistema operacional (Windows ou Linux) seja instalado no próprio SSD. Isso vai exigir o trabalho de formatação do notebook, que também necessita de conhecimento técnico avançado. Pode ser necessária a contratação de um profissional qualificado.

Está comprando um modelo de notebook novo e não quer ter que instalar um SSD por contra própria? Veja abaixo nossa lista dos notebooks com SSD de fábrica.

Notebooks com SSD

Notebooks com HD + SSD


Instalação de SSDs tipo SATA

Alguns modelos de notebook oferecem tampas de fácil acesso na parte de baixo do aparelho. Neste caso, basta abrir a tampa e retirar o HD de fábrica (caso exista) e, cuidadosamente, substituir o HD antigo pelo SSD. Já em outros modelos é necessário desparafusar a tampa inferior.

Confira este vídeo dos nossos parceiros da empresa BringIT para mais detalhes, lembrando que o procedimento pode mudar de equipamento para equipamento:


Instalação de SSDs tipo M.2

Para este tipo de SSD com conector M.2 é muito difícil encontrar modelos de notebook com tampas de fácil acesso, por isso provavelmente será necessário desparafusar a tampa inferior do equipamento e localizar a entrada M.2. É preciso ficar atento à questões de compatibilidade já informadas no decorrer deste artigo.

Confira nosso vídeo que mostra detalhes sobre a instalação, lembrando que o procedimento pode mudar de equipamento para equipamento:

DICAS DO ESPECIALISTA

  • O valor dos serviços de instalação e formatação varia muito de estado para estado, podendo ficar entre R$ 40 a R$ 100 (ou até mais…). Prefira contratar profissionais que possuem boas referências. Uma boa dica é pedir indicações através do Facebook ou WhatsApp, em grupos de anúncios da sua cidade;
  • Converse sempre com o suporte oficial da fabricante de seu notebook para tirar dúvidas sobre a garantia. Normalmente instalar um SSD não invalida a garantia, desde que nada seja danificado no processo. Mesmo assim, é importante confirmar oficialmente;
  • O Windows original, nos modelos atuais de notebook, fica com sua chave de ativação (serial key) salva na memória interna do equipamento (na BIOS). Então, ao instalar o sistema operacional em um SSD novo, você manterá sua cópia autêntica do Windows.

Detalhes técnicos: diferenças entre SLC, MLC, TLC e QLC

Esse assunto é um bônus, pois é mais voltado para pessoas com maior conhecimento técnico e mais exigentes. Se você busca um SSD para uso intermediário do dia a dia não precisa se preocupar muito com isso.

Os chips de memória que equipam os SSDs, também conhecidos como Flash NAND, possuem diferentes tipos de células, que influenciam em capacidade de armazenamento, velocidades de leitura e escrita e também na vida útil do SSD (ciclos de leitura e escrita).

  • SLC (Single Level Cell): Armazenam um único bit em cada célula. Durabilidade estimada em 100 mil ciclos.
  • MLC (Multi Layer Cell): Armazenam dois bits em cada célula. Durabilidade estimada em 10 mil ciclos.
  • TLC (Triple Level Cell): Armazenam três bits em cada célula. Durabilidade estimada em 5 mil ciclos.
  • QLC (Quad Level Cell): Armazenam quatro bits em cada célula. Durabilidade estimada em mil ciclos.

Chips de memória Flash NAND - Tipos de células: SLC MLC TLC QLC

Não vamos nos aprofundar muito no assunto neste artigo, mas em resumo pode-se dizer que quanto menos bits armazenados por célula, melhor a performance e a vida útil do SSD (e mais caro o dispositivo!).

Os modelos SLC foram os primeiros do mercado e são utilizados em servidores e equipamentos que exigem muita performance e segurança. Os modelos MLC e TLC são mais comuns no mercado, oferecendo preços mais baixos e boa performance. O QLC, modelo mais atual, consegue armazenar muito mais dados em menos espaço, porém possui performance inferior e menor vida útil.

Você não precisa se preocupar tanto com a vida útil, afinal até mesmo os modelos QLC, que parecem ser inferiores, na prática permitem que centenas de terabytes possam ser gravados e apagados do SSD, fazendo com que ele dure muito mais tempo que o seu notebook.


Este artigo é atualizado constantemente para manter as informações sempre condizentes com a realidade atual do mercado. Sendo assim, alguns assuntos como NGFF (Next Generation Form Factor), mSATA e AHCI foram deixados de lado, visto que já não fazem mais sentido nos tempos atuais e podem confundir os consumidores menos familiarizados com tecnologia.

Caso tenha percebido algum erro ou informação desatualizada, por favor, nos avise nos comentários.


Vídeos em parceria com a Acer explicando SSD

Temos ainda um vídeo bônus com perguntas frequentes sobre SSD.

Veja uma comparação entre HD e SSD

Testamos dois modelos idênticos, um com HD mecânico tradicional e outro com SSD, para conferir na prática qual é a diferença de velocidade ao ligar o notebook e transferir arquivos.