8 Dicas para melhorar o sinal WiFi do lugar onde usa o Notebook

Quem não quer o Notebook ou Ultrabook com o WiFi funcionando perfeitamente não é ?
A velocidade e qualidade da conexão de internet depende do contrato que você tem com a operadora telefônica ou empresa especializada.
Porém o sinal Wi-Fi dentro da sua casa ou empresa vai depender de alguns detalhes que vão desde a posição do equipamento roteador até a uma possível atualização do mesmo.

São várias as possibilidades que podem fazer o sinal ficar mais fraco em alguns locais. A seguir vamos apresentar dicas de como evitar isso.

“É preciso avaliar caso a caso, pois, dependendo do posicionamento do roteador, o sinal pode ser perdido em até 100% e a operadora não é a culpada”, diz o engenheiro Allan Comploier, que recomenda a consulta de um profissional que dê dicas para otimizar a navegação por Wi-Fi

Os problemas no sinal Wi-Fi podem surgir porque, entre outras coisas, elas usam ondas de rádio para distribuir o sinal, assim como em televisões e celulares e podem sofrer diversas formas de interferência e perda de alcance.

8 dicas para wifi para melhorar o sinal do notebook

 

Confira as dicas para melhorar o sinal WiFi de onde usa o Notebook

São dicas básicas que algumas pessoas podem não conhecer:

    1. Escolha um bom local
      Metais e aparelhos domésticos como o micro-ondas, TVs, Telefones sem fio podem interferir no sinal e consequentemente, diminuem a sua frequência. Escolha um local, que de preferência fique longe destes possíveis redutores.

 

    1. Atualize o software do Equipamento
      Atualize o firmware toda vez que um problema com a conexão surgir.
      Atenção! Este tipo de requisito exige conhecimentos técnicos para evitar problemas. Atualizar o firmware do roteador tem seus ricos, caso faça de maneira incorreta pode danificar o equipamento e até mesmo fazer com que perca a garantia. Procure informações e atualizações no site oficial do fabricante de seu equipamento

 

    1. Faça Testes
      Teste todas as frequências disponíveis enquanto estiver configurando a rede para ver qual tem a melhor performance.
      Existem aplicativos de Smartphones que podem ajudar neste sentido, eles podem verificar qual canal está menos saturado, um exemplo é o inSSIDer

 

    1. Use frequências diferentes do padrão do equipamento
      Use canais diferentes em relação a outras redes Wi-Fi.
      Também é uma dica mais avançada, mas com um pouco de conhecimento sobre o equipamento é possível conseguir melhorias

      “A maioria das pessoas usa a frequência de 2.4 GHz, o que acaba congestionando todo o sistema. Se for possível adquirir um roteador que opere em 5 GHz, é melhor. Por ser dual band, ele é menos limitado”, explica Comploier.

      Você também pode restrinjir a faixa dos canais do adaptador wireless (antena receptora) para a faixa onde se encontra o canal selecionado no roteador, deixando específica.

    2.  Posicione corretamente o roteador e antenas
      Parece meio óbvio, porém tem pessoas que não se atentam a isso, ou simplesmente tentam esconder o equipamento que sem sempre é bonito e fica em um local não muito “adequado esteticamente”.
      Posicione o roteador de maneira que haja a menor intervenção de paredes ou portas grossas. Além disso, o aparelho deve estar a poucos metros do ambiente em que a internet será mais utilizada.

 

wifi sinal como configurar

    1. Avalie o uso de Amplificadores de Sinal
      As vezes mesmo seguindo todas as dicas anteriores podem não surtir efeitos, então existe mais uma alternativa, o uso de adaptadores  amplificadores de sinal, existe vários modelos no mercado, mas os mais práticos são aqueles que você apenas pluga na tomada e ele já fazem o sinal próximo a eles ficar “mais forte”.

 

    1. Antenas maiores precisam ser compatíveis
      Um recurso usado por algumas pessoas é comprar uma antena maior e substituir a antiga do seu roteador. O detalhe é que em alguns casos os equipamentos podem não suportar tal mudança e o sinal ficar pior do que com a original.
      Neste caso é bom pesquisar bem as compatibilidades e ver se o novo acessório aguenta a mudança.

 

  1. Avaliação profissional pode fazer a diferença
    Principalmente para ambientes empresarias, contratar um bom profissional para avaliar toda as configurações de rede pode ser o melhor caminho, pois alguns problemas podem estar além das dicas anteriores.
    O investimento pode valer muito a pena!

 

Estes são apenas alguns exemplos do que pode ser feito, existem outras variáveis que podem prejudicar o sinal!

Como dica extra fica avaliar o equipamento receptor (como no nosso exemplo o seu notebook, Ultrabook, tablet ou smartphone), para ver se o problema não está no hardware ou software deles, e não no transmissor.

 

Quer mais dicas?

Leia o nosso post com dicas em vídeo de:

 

 

Fonte: Olhar Digital

Laptoper

Laptoper é um especialista em notebooks que escreve os principais artigos do site "Que Notebook Comprar". Também dá as melhores dicas e ajuda quem quer comprar ou trocar seu notebook pelo melhor modelo.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *