Conectar notebook em MONITOR portátil EXTERNO Touchscreen, será que vale a pena?

Recebemos recentemente para testes dois modelos de monitores portáteis vindos diretamente da China. São eles o Weichensi dq8-15.6c (com touchscreen) e o T-Bao T15A (sem touchscreen), ambos com 15,6″ polegadas e resolução Full HD. Os dois modelos contam também com a cobiçada tecnologia IPS, que permite visualizar a tela de todos os ângulos sem alterações na qualidade das cores e imagem.

VER MONITORES IMPORTADOS

As telas deste tipo (portáteis) ainda estão longe de serem populares aqui no Brasil. Então, se você nunca viu uma dessas de perto, uma boa maneira de defini-las seria dizer que se assemelham muito a “tablets de tamanho grande”. São bastante finas, com cantos levemente arredondados e possuem uma capa (case) que serve tanto para proteção do aparelho quanto para seu suporte, ou seja, para deixar o monitor portátil em pé.

As telas portáteis são excelentes opções para quem busca um monitor fino e compacto que possa ser transportado para qualquer lugar, seja para uso profissional ou apenas para entretenimento. Mas, estes aparelhos ainda possuem valores um tanto salgados. Será que compensa investir?

Nossos analistas passaram um dia inteiro com cada um desses dois modelos de monitor portátil e trouxeram em primeira mão as impressões iniciais sobre os equipamentos que ainda são novidade para o público nacional. Vamos conferir?


Afinal, para que serve um monitor portátil?

Em um primeiro momento, a pergunta que muitos consumidores devem se fazer é: “um monitor normal não seria melhor?“. Nós também ficamos pensando sobre qual seria a real utilidade de um monitor portátil, afinal, quem sai por aí carregando uma tela na mochila?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Qual notebook Comprar? (@qualnotebook) em

Então, vamos analisar em quais tipos de situação um monitor portátil poderia ser útil:

Portabilidade e elegância

Mesmo que não seja nada comum carregar um monitor na mochila, as telas portáteis têm sim algumas utilidades práticas interessantes, seja para reproduzir clipes ou filmes em uma reunião entre amigos, seja para atividades profissionais que demandam maior qualidade de imagem, ou então para melhorar a experiência em consoles portáteis como o Nintendo Switch.

No caso das telas que oferecem o recurso touchscreen, as possibilidades de uso aumentam ainda mais.

Monitor portatil China posicao vertical programadores

Além disso, o formato fino, sem base fixa e com fonte de energia de tamanho reduzido, permite que a tela se encaixe em qualquer ambiente de maneira discreta e elegante, ao contrário da maioria dos monitores convencionais que são pesados e possuem bordas grossas.

Conexão simples com diversos tipos de aparelho

Telas portáteis são destinadas principalmente para utilização em conjunto com notebooks e consoles de vídeo game, mas podem também ser utilizadas para conectar smartphones que possuem USB-C com suporte a vídeo e até mesmo câmeras.

A conexão é do tipo Plug and Play, ou seja, não é necessária a instalação de drivers ou softwares, basta conectar e começar a usar!

Atividades profissionais

É muito comum, principalmente no mercado brasileiro, que notebooks de boa configuração venham com telas de resolução 1366×768 pixels (menor que Full HD) e com painel do tipo TN, com qualidade de cores e imagem que deixa muito a desejar. Neste caso, a aquisição de um segundo monitor acaba sendo bastante recomendada, principalmente para quem trabalha com design, edição de vídeos, arquitetura e atividades similares.


Análise do modelo Weichensi dq8-15.6c

O nosso primeiro teste foi com o monitor portátil modelo Weichensi dq8-15.6c, que possui tela Full HD IPS de 15,6″ com touchscreen e fica na faixa dos R$ 830 em sites de importação como o Banggood. Mas, será que a qualidade é boa?

Acabamento e características físicas

Na questão do acabamento, o Weichensi dq8-15.6c passa a sensação de um aparelho de qualidade média: não parece ser frágil ou de qualidade duvidosa, mas também não possui nenhuma característica de qualidade superior. Sua espessura é de menos de 1 cm na base, e acaba ficando ainda mais fino da metade para cima. Seu peso é de apenas 760 gramas (sem o case), sendo bastante leve mas ainda assim passando a sensação de um aparelho resistente.

O acabamento é em plástico com textura de metal escovado e sua capa protetora é de um material que imita couro na parte externa e emborrachado na parte interna.

Um ponto bastante negativo da capa protetora é que ela não cumpre bem a finalidade de suporte para manter a tela em pé. Por ser uma capa muito fina e sem nenhum tipo de “trava” o monitor acaba deslizando demais sobre qualquer superfície, não oferecendo a firmeza e estabilidade necessárias para manipular a tela touchscreen com segurança.

VER NA LOJA

No painel frontal existe um menu sensível ao toque com os botões “Voltar”, “Configurações”, “Menos”, “Mais” e “Liga/Desliga”, seguindo padrão semelhante ao de vários monitores convencionais encontrados no mercado. A resposta ao toque é muito boa, sendo fácil acessar as configurações do menu e realizar alterações.

O menu pode ser confuso para usuários menos familiarizados com tecnologia, mas é bastante intuitivo para quem já está acostumado a configurar monitores e televisores diversos. Pode ser um pouco difícil para alguns usuários alterar o idioma, que por padrão vem em chinês no modelo analisado por nossa equipe.

Qualidade de imagem e configurações

No que diz respeito à qualidade da imagem, a tela surpreende positivamente! Com taxa de atualização de 60 Hz, brilho de 300 cd/m² e contraste de 1000:1, o monitor apresenta cores bastante vivas (16,7 milhões de cores, NTSC 45%) e excelente ângulo de visão (IPS). O único ponto negativo é que a tela é brilhante e não possui antirreflexo.

Apesar de uma qualidade muito boa, uma parte da tela possui uma espécie de mancha com “vazamento de luz”, onde as cores ficam mais vivas que o normal. Não incomoda muito, mas é um ponto negativo que demonstra falhas no processo de fabricação, podendo inclusive aumentar a mancha com o passar do tempo.

O defeito não fica tão perceptível na foto, mas está lá: uma mancha mais clara que o resto da tela.

As configurações de imagem são bastante completas, sendo possível ajustar a intensidade de luz do backlight, brilho e contraste, gama, temperatura de cor, matiz e saturação, dentre muitos outros. Essas possibilidades de configuração são essenciais para profissionais que precisam trabalhar com imagens, como fotógrafos e designers.

Um ponto negativo e que pode frustrar muitos usuários é que, ao desconectar o monitor da fonte de alimentação, algumas configurações básicas como a intensidade do backlight são resetadas, voltando ao padrão de fábrica, enquanto outras configurações são mantidas.

Tela touchscreen

O grande diferencial do modelo Weichensi dq8-15.6c está no recurso touchscreen, algo que pode ser essencial para a realização de algumas atividades profissionais. Levando em consideração que são raros os notebooks que possuem tela sensível ao toque, este monitor acaba sendo uma excelente opção para quem está em busca desse recurso.

A tela sensível ao toque é do tipo capacitiva e multitouch, ou seja, a mesma tecnologia presente na grande maioria dos celulares modernos. Para que o recurso multitouch funcione é necessário conectar o monitor portátil ao notebook via cabo USB.

Monitor portatil China touchscreen

Quando falamos de touchscreen, a grande dúvida é sobre a qualidade da resposta ao toque. Neste ponto a tela surpreende positivamente mais uma vez! Em testes básicos, utilizando o Microsoft Paint, a resposta ao toque ao fazer desenhos foi muito satisfatória, com uma precisão incrível e sem apresentar nenhum tipo de delay que comprometesse a experiência.

Podem ser utilizados 10 toques simultâneos, ou seja, você pode manipular a tela com as duas mãos e todos seus dedos serão reconhecidos.

Áudio e conectividade

Na parte traseira do monitor portátil existem dois alto falantes com qualidade de som bastante razoável. Os graves são quase inexistentes, mas o áudio não “estoura” ao aumentar muito o volume.

A tela conta conta com 2 portas Mini HDMI, 2 portas USB-C (sendo uma delas Display Port), 2 portas Micro USB e 1 porta para fone de ouvido de 3,5 mm. O aparelho já vem com todos os cabos e adaptadores necessários para conexões de vídeo e energia e acompanha também um controle remoto.


Análise do modelo T-Bao T15A

Já falamos sobre a chinesa T-Bao em alguns vídeos de nosso canal no Youtube. Infelizmente, quando o assunto são notebooks, a fabricante deixou muito a desejar. Será que com a tela portátil T-Bao T15A a história será diferente?

Monitor portatil China visao geral T-Bao T15A

VER NA LOJA

Acabamento e características físicas

A tela possui acabamento semelhante ao modelo dq8-15.6c, de plástico com textura de metal escovado, porém é mais grossa em toda sua espessura, aparenta ser um pouco mais frágil e possui um visual menos elegante. O peso é de 746 g (sem o case).

Compara da ao modelo testado anteriormente a capa protetora do T-Bao é mais grossa, robusta e resistente, com acabamento em tecido na parte externa e emborrachado na parte interna. Na questão do suporte, a tela fica apoiada na própria capa, que possui “travas” para evitar o deslizamento acidental, garantindo assim muito mais estabilidade que o suporte do modelo dq8-15.6c.

A tela é presa ao case através de dois parafusos, ao contrário do modelo dq8-15.6c que possui um imã para essa função.

Monitor portatil China botoes painel frontal T-Bao T15A

No painel frontal, no canto inferior esquerdo, existem 3 botões físicos, sendo eles: “Menu”, “Mais” e “Menos”. Ao contrário do painel sensível ao toque apresentado pelo modelo anterior, este painel com botões físicos do T-Bao T15A apresenta um visual muito mais “pobre”, contribuindo para uma aparência de produto de baixa qualidade.

Os botões são um tanto duros para serem acionados, e o fato do botão “Mais” ficar do lado esquerdo e o botão “Menos” ficar do lado direito acaba gerando algumas confusões na hora de navegar pelos menus, pois inverte a ordem lógica utilizada no ocidente.

Qualidade de imagem e configurações

A qualidade da imagem é praticamente idêntica à do dq8-15.6c, ou seja, a tela surpreende de maneira muito positiva. Mas, neste caso, a fabricante T-Bao não deixa claro quais as taxas de atualização, brilho e contraste deste modelo. O que podemos garantir é que se trata de uma tela com excelente ângulo de visão (IPS) e com uma boa fidelidade de cores. O único defeito acaba sendo o mesmo do modelo testado anteriormente: tela brilhante sem antirreflexo.

Vale lembrar que este modelo, o T-Bao T15A, não possui o recurso touchscreen.

Monitor portatil China botoes qualidade de imagem T-Bao T15A

As configurações do menu são praticamente idênticas às apresentadas no modelo testado anteriormente, porém desta vez o menu veio em inglês e não em chinês, o que facilita bastante a navegação.

Áudio e conectividade

Na parte traseira do monitor, assim como na tela testada anteriormente, existem dois alto falantes, mas estes possuem qualidade de som inferior. O som é muito agudo e os graves são inexistentes. O som estoura bastante ao aumentar muito o volume.

Um problema que detectamos ao utilizar a tela com a alimentação de energia via USB, conectada diretamente ao notebook, é que ao aumentar muito o volume a tela acabava desligando/reiniciando, provavelmente por demandar mais energia que o notebook consegue fornecer. Ao conectar a tela em uma fonte externa o problema não ocorre.

Esta tela portátil da T-Bao conta conta com 1 portas Mini HDMI, 2 portas USB-C (sendo uma delas Display Port) e 1 porta Micro USB. Não conta com porta para fone de ouvido de 3,5 mm. O aparelho já vem com todos os cabos e adaptadores necessários para conexões de vídeo e energia mas, ao contrário do modelo testado anteriormente, não acompanha controle remoto.

Você já faz parte dos nossos grupos?

Dica para encontrar este modelo mais barato:

Participe dos Grupos de Acessórios de Notebook no WhatsApp (Cupons e Ofertas)


Qual monitor portátil é o melhor?

Entre o Weichensi dq8-15.6c e o T-Bao T15A podemos dizer que a qualidade de imagem de ambos é praticamente idêntica, sendo que o Weichensi leva mais pontos por ser touchscreen.

Na questão do acabamento o Weuchensi vence a disputa por ser mais fino e possuir um painel frontal mais elegante com botões sensíveis ao toque, mas perde feio para o T-Bao quando o assunto é a capa protetora. A capa do T-Bao é muito mais resistente e cumpre melhor a função de suporte, mantendo a tela estável em qualquer superfície.

monitor externo T-Bao T15A

VER NA LOJA

Quando o assunto é o áudio, o Weichensi dq8-15.6c ganha do T-Bao T15A, mas não dá pra afirmar que nenhum dos dois aparelhos possui áudio de qualidade, os alto-falantes servem apenas para “quebrar um galho”.

Vale a pena comprar?

Se fôssemos para escolher, sem dúvida iríamos com o Weichensi dq8-15.6c, pelo touchscreen de excelente qualidade. Mas, os valores ainda estão muito elevados. É preciso colocar na balança, analisar outras opções de monitores convencionais, antes de arriscar a compra

tela externa Weichensi dq8-15.6VER NA LOJA

 


Veja mais vídeos sobre telas

Sugestões de como ligar seu notebook em um monitor externo:

Análise especial: Monitor de tela CURVA Samsung 24″ Full HD (CF39) ligado ao notebook

Monitor 4K barato para usar com Notebook | Tela Externa boa para profissional

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *